Inflação no Reino Unido sobe para 9,4% e reforça aposta em juros altos

Porto Velho, RO - O aumento dos preços da gasolina e dos alimentos empurrou, em junho, a inflação britânica para sua maior taxa em 40 anos, de acordo com os números oficiais que intensificaram as chances de um raro aumento de 0,5 ponto percentual na taxa de juros pelo Banco Central da Inglaterra em agosto.

A Agência Nacional de Estatísticas disse que a inflação anual dos preços ao consumidor subiu, em junho, de 9,1% para 9,4%, máxima desde fevereiro de 1982, e acima da expectativa de 9,3%.

A leitura significa que o Reino Unido teve a maior taxa de inflação observada em qualquer economia avançada do Grupo dos Sete desde 1985, embora muitos países menores da União Europeia estejam atualmente vendo um crescimento ainda mais rápido nos preços.
Juros altos

Os dados desta quarta-feira (20) reforçam as apostas de que o Banco Central britânico optará por um aumento de 0,50 ponto percentual em agosto, que seria o maior desde 1995. O Banco Central Europeu está considerando tal movimento esta semana, disseram fontes.

O Banco Central da Inglaterra aumentou os juros cinco vezes desde dezembro, conforme tenta impedir que o aumento da inflação se torne enraizado na economia britânica, e deve promover nova alta em 4 de agosto.

Os investidores consideram agora uma chance de quase 100% de o banco central britânico elevar a taxa de juros de 1,25% para 1,75% no próximo mês. O banco disse que está pronto para agir "energicamente" se necessário.

Por Andy Bruce e William Schomberg - da agência Reuters
Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu