Voluntário brasileiro que lutava ao lado da Ucrânia morreu em combate, dizem outros militares

André Hack Bahi, que integrava as forças especiais, é, supostamente, o primeiro brasileiro a morrer em combate durante a guerra na Ucrânia. André Hack Bahi (Foto: Reprodução)

Porto Velho, RO - O voluntário brasileiro André Hack Bahi, que desde fevereiro estava lutando ao lado das forças ucranianas, morreu em decorrência dos ataques russos no país do Leste Europeu. De acordo com o jornal O Globo, a morte do militar foi confirmada por três outros combatentes por meio das redes sociais. Bahi, de 43 anos, é, supostamente, o primeiro militar brasileiro a morrer em combate durante a guerra na Ucrânia.

Parentes de Bahi informaram que ficaram sabendo da morte do soldado por outros militares brasileiros, mas que ainda não receberam nenhuma notificação oficial das Forças Armadas da Ucrânia ou do Itamaraty.

Ainda segundo a reportagem, o militar nasceu em Porto Alegre e foi criado em Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul. Ele viajou à Ucrânia com recursos próprios a partir de Portugal, onde residia.

Como possuía experiência militar - ele integrou a Legião Estrangeira da França e também trabalhou como segurança privado -, Bahi foi incorporado rapidamente às Forças Especiais do Exército ucraniano, ao lado de outros dois brasileiros, Leanderson Paulino e André Kirvaitis. Ele deixou três filhos Álexyà, de dois anos; Manuelle, de oito; e Leonardo, de 14 anos.

Fonte Brasil247

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu