PF diz que pescador confessou morte de Dom e Bruno; restos foram achados



A Polícia Federal afirmou em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (15) que o pescador Amarildo da Costa Oliveira, também conhecido como "Pelado", confessou que matou e enterrou os corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, correspondente do jornal The Guardian, região do Rio Javari (AM). 

A informação foi confirmada por Eduardo Alexandre Fontes, superintendente regional da PF no Amazonas. Amarildo foi preso em flagrante no dia 7, por porte de munição de uso restrito. Segundo Fontes, o pescador confessou na noite de terça-feira (14), voluntariamente, a autoria do duplo homicídio, e contou com detalhes a dinâmica do crime. De acordo com o relato de Amarildo, Bruno e Dom Phillips teriam sido mortos por arma de fogo —informação que ainda precisa ser confirmada pela perícia.... -

Nesta quarta, com a ajuda do próprio Amarildo, as forças de segurança do Amazonas encontraram restos humanos enterrados em uma região remota, mais de 3 quilômetros mata adentro. A PF informou que o material orgânico será enviado para análise já nesta quinta-feira (16), com o objetivo de confirmar a identificação.

 O delegado Guilherme Torres da Polícia Civil do Amazonas afirmou, logo após a coletiva, que "tudo leva a crer" que os restos humanos encontrados são de Dom e Bruno. Segundo ele, para chegar ao local indicado por Amarildo, a equipe saiu de de Atalaia do Norte e navegou por 1h40 pelo rio Itaguaí, depois caminhou por 25 minutos pela mata, até encontrar a região onde o orgânico será enviado para análise já nesta quinta-feira (16), com o objetivo de confirmar a identificAação.


Foto:Divulgação

Fonte:UOL Noticias 

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu