Pesquisa Datafolha: 72% não acreditam que armas trazem mais segurança

Foto: Divulgação

Porto Velho, RO - Levantamento realizado pelo instituto Datafolha indica que sete em cada dez brasileiros discordam da ideia de que armas trazem mais segurança à sociedade. A pesquisa, divulgada nesta terça-feira (31/5), aponta que 72% dos entrevistados são contra a afirmação de que “a sociedade brasileira seria mais segura se as pessoas andassem armadas para se proteger da violência”. Apenas 26% concordam com a ideia.

A pesquisa indica que há maior rejeição à afirmação entre as mulheres (78%), entre as pessoas que se autodeclaram pretas (78%) e entre aquelas que possuem menor faixa de renda, de até dois salários mínimos (75%).

A afirmação possui maior aceitação entre os homens (32%), da região Norte (32%) e com renda familiar de mais de dez salários mínimos (37%).

Acesso às armas

O levantamento mostrou, também, que 71% dos entrevistados discordam da ideia de que “é preciso facilitar o acesso de pessoas às armas”. A rejeição é maior entre as mulheres (77%), pessoas que se autodeclaram pretas (78%) e jovens de 16 a 24 anos (75%).

O Datafolha questionou os entrevistados se “o povo armado jamais será escravizado”, frase dita pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). A pesquisa aponta que 69% discordam da afirmação e 28% disseram concordar. Aqueles que não sabem são 3% e os que não concordam e nem discordam 1%.

A proporção de pessoas que discordam da afirmação é maior entre mulheres (73%), quem residem no Sudeste (73%) e aquelas que se autodeclaram pretas (73%).

O Datafolha ouviu 2.556 pessoas em 181 cidades do país nos dias 25 e 26 de maio. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu