Jovem rondoniense desaparecida há 15 dias pode estar em cárcere privado na Bolívia ou na região de fronteira; família vive drama



PORTO VELHO –
Uma família rondoniense vive o drama de ter uma filha meio que desaparecida há aproximadamente 15 dias. Esta semana a família descobriu que Ariadna Mayme da Silva, de 23 anos, pode estar sendo mantida em cárcere privado e sendo torturada em alguma ponto da fronteira entre Rondônia e Bolívia. Este ponto tanto pode ser uma fazenda no lado brasileiro ou no lado boliviano.




O caso da jovem rondoniense desaparecida na Bolívia está se mostrando ser muito mais do que somente um sumiço de uma menina de 23 anos, segundo familiares. Ariadna Mayme da Silva, de 23 anos, estava desaparecida e sem dar notícias desde o dia 20 de maio. Porém, na noite da segunda-feira, 30, a jovem entrou em contato com sua irmã, Handreyna, quando tiveram uma breve conversa.



De acordo com a irmã, no curto bate-papo que tiveram, Ariadna dizia a todo momento que estava tudo bem e que estava aqui, entretanto, a irmã questionava ‘Aqui aonde?’, e a jovem se esquivava da pergunta. Em certo momento, Handreyna pediu para ver a irmã por vídeo chamada, mas a jovem mostrou somente uma parte de seu rosto, se negou mostrar-se toda e encerrou a ligação.
- Advertisement -

Em contato com a reportagem do News Rondônia, Handreyna, afirmou que teve uma conversa com uma amiga de sua irmã, na qual, foi informada que essa amiga conseguiu ver Ariadna e que ela estava com um olho roxo. A irmã ainda disse que acredita que o hematoma no rosto tenha sido causado pelo namorado de Ariadna.



A amiga de Ariadna ainda disse para Handreyna que tinha marcado um encontro com a irmã dela, porém, ela sequer apareceu no local marcado. Diante disso, a amiga ameaçou denunciar o namorado da jovem por violência contra mulher e por cárcere privado. A família da garota ainda recebeu algumas fotos, na qual, suspeita de que o namorado dela seja um ex-presidiário.
- Advertisement -

A irmã de Ariadna, suspeita que a jovem está sendo mantida em cárcere privado em uma fazenda. A amiga de Ariadna teria tido uma conversa com um funcionário da fazenda, quando ele informou que “ela está correndo perigo juntamente com o namorado e que ambos irão morrer aqui”.



‘Ela está mal, precisa de hospital, o chefe da fazenda está mal-tratando ela. Ela vai morrer’, disse o funcionário.

Na conversa, a irmã de Ariadna fica o tempo todo perguntando onde fica essa fazenda, entretanto, o funcionário se negou enviar, devido, ter medo das coisas que acontece no local e que somente trabalha na fazenda. A pessoa ainda termina a conversa dizendo que iria dar um dinheiro para Ariadna ir embora do local.

Por fim, Handreyna, afirmou que no pouco contato que teve com sua irmã, no Messenger, Ariadna pediu para que ela tirasse todas as postagens de desaparecida no Facebook, em vista, que ela já apareceu e que a família iria lhe ajudar apagando essas publicações.



A mãe, Marinalva Gerônimo da Silva, encerrou fazendo um apelo para que a filha entre em contato e diga que está tudo bem com a mesma, em vista, que todos estão muito preocupados com a jovem, além de que Ariadna não quer falar o local onde está morando, causando preocupação e tristeza nos familiares.

Fonte – News Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu