Estudante de Cabixi recebe medalha de Mérito Cultural por escrever projeto de lei promulgado pela ALE de RO

Eduarda Caroline Machado de Souza/Foto: Arquivo Extra de Rondônia

Porto Velho, RO - Eduarda Caroline Machado de Souza, de 18 anos, nascida na cidade de Cabixi, em Rondônia, teve um projeto de Lei foi aprovado na Assembleia Legislativa. Com isso, o deputado Chiquinho da Emater a indicou para receber a medalha de Mérito Cultural Amizael Silva.

A professora Melissa disse que acompanhou o desenvolvimento da Jovem Eduarda, desde 2019 no 2° Ano do Ensino Médio, IFRO- Campus Colorado do Oeste, foi possível perceber como a motivação em sala de aula para desenvolver a Linguagem possibilita a conscientização do estudante sobre como é possível suprir necessidades, realizar sonhos, e contribuir para o desenvolvimento das virtudes que aprimoram as relações em sociedade.

O estímulo educacional da família foi fundamental para o seu desenvolvimento. A Eduarda recebeu a medalha de Mérito Cultural Amizael Silva, após ser selecionada no Parlamento Jovem Brasileiro, e contribuir para o estado de Rondônia ao escrever o projeto de lei Educação Antirracista: promulgado lei em novembro de 2021.

O que é o Programa Educação Antirracista? pela

A Lei Educação Antirracista, de autoria da jovem Caroline, visa fornecer as informações e ferramentas necessárias para que os estudantes estejam preparados para combater o racismo em suas vidas diariamente.

Professora Melissa, autora da lei Eduarda e Ygor presidente do Instituto Mocam

Quando o projeto começou?

O projeto foi escrito em 2020, logo no início da pandemia, quando diversas manifestações contra o racismo estavam acontecendo no Brasil e no mundo. O projeto foi aprovado no Parlamento Jovem Brasileiro para representar o estado de Rondônia (leia AQUI).

Resultados:

Além do Parlamento Jovem Brasileiro, Eduarda começou a trabalhar com desenvolvimento de políticas públicas voltadas à educação de jovens pretos e índigenas nos Estados Unidos.

A partir de uma educação voltada para o desenvolvimento das virtudes, a jovem protagonista reconhece que as aulas que inspiram estimulam a autonomia, junto à conscientização e à capacitação. Nessa perspectiva, a jovem relata que o desenvolvimento da habilidade da escrita em nossas aulas, a conscientização da relevância em fazer aprimoramento de textos são ações fundamentais para o seu desenvolvimento e a realização de vários objetivos: individuais, e agora, sociais. Essa realidade foi construída junto ao apoio fundamental do Diretor Anequine, do IFRO – Campus Colorado do Oeste¸ da professora Magda Oliveira Pinto e professor Moisés José Rosa Souza.

Próximo passo?

Ampliar a lei de sua autoria para um projeto científico junto ao Instituto MOCAM.

Um Sonho:

Um sonho de que possamos todos nos unir e colaborar com nosso estado, nosso país.

Com uma educação que aprofunda, consolida, promove e desenvolve: é possível!

Há Soluções!

Comemoração por novo projeto de educação anti racista nas escolas junto ao instituto MOCAM.

Por Melissa Velanga Moreira
Fonte: Extra de Rondonia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu