Cacoal registra mais de 800 furtos e roubos no primeiro semestre do ano; celular ainda é o principal alvo

 



Até a última terça-feira, 21, o município de Cacoal já tinha chegado à marca de 807 registros de furtos de roubos.

Apesar de ser um número menor ao do mesmo período do ano passado, ainda assusta, devido 80 casos, se tratarem de assalto a mão armada.

Com o foco principal nos aparelhos celulares e motocicletas, os agentes dos crimes de furto se aproveitam do que chamam de orportunidades, que na verdade se tratam de descuidos dos proprietários.

Celulares sobre mesas de lanchonetes, balcões de empresas e veículos com vidros abertos e chaves na ignição, são alvos fáceis para ladrões, que agem rápido, deixando prejuízos enormes para as vítimas, uma vez que a maioria dos objetos pequenos não são recuperados e os veículos acabam sendo localizados depenados.

De acordo com o comandante do 4° Batalhão da Polícia a Militar de Cacoal, Major João Carlos Rodrigues Matos, os crimes de furtos e roubos estão diretamente ligados com o uso de drogas.

“Não se pode falar em combate aos furtos e roubos, sem olhar atentamente para a problemática do tráfico, pois quase todos os agentes desses crimes, os cometem para sustentar o vicío”, afirma Matos.


Foto: Seção de Comunicação Social do 4º BPM da PMRO.

Fonte: segundonews

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu