Ucrânia afirma que todos os civis saíram da usina siderúrgica Azovstal, em Mariupol

Um comboio de ônibus transportando civis de Mariupol, incluindo evacuados da siderúrgica Azovstal, é visto em uma estrada a caminho de Zaporizhzhia, durante o conflito Ucrânia-Rússia na região de Donetsk, Ucrânia, 2 de maio de 2022 (Foto: REUTERS/Alexander Ermochenko)

Porto Velho, RO - O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, declarou neste sábado (7) que mais de 300 pessoas foram evacuadas de Azovstal, acrescentando que, "de fato", todos os civis deixaram a usina. Indicou que neste momento a próxima etapa da evacuação está sendo preparada para permitir que médicos e feridos deixem as instalações.

Por sua vez, Irina Vereschuk, vice-primeira-ministra da Ucrânia, informou também no sábado que "todas as mulheres, crianças e idosos foram evacuados" da usina metalúrgica Azovstal.

Conclui-se assim, segundo o governo ucraniano, a operação humanitária na cidade de Mariupol.

O Ministério da Defesa russo confirmou que a operação humanitária para evacuar civis de Azovstal foi concluída neste sábado graças a "medidas sem precedentes" tomadas por Moscou com a participação da ONU e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), informa o site RT.

Os militares russos observaram que desde 5 de maio, 51 pessoas, incluindo 11 crianças, foram resgatadas da usina, e todas receberam segurança e assistência. Eles acrescentaram que os civis evacuados de Azovstal, acompanhados pela ONU e pelo CICV, "partiram para locais de acomodação temporários selecionados".

Por sua vez, o Comando de Defesa Territorial da República Popular de Donetsk anunciou anteriormente que um grupo de 50 pessoas foi evacuado em 7 de maio de Azovstal, onde militantes do batalhão nacionalista Azov permanecem cercados. "Isso eleva o número total de civis evacuados do território da siderúrgica para 176", acrescentou.

Por sua vez, o comandante do batalhão Vostok do Ministério do Interior de Donetsk, Aleksándr Jodakovski, denunciou em seu canal Telegram que os militares ucranianos aproveitaram o cessar-fogo declarado para minar o acesso à usina.

“O inimigo silenciosamente mina buracos de artilharia no muro de concreto da fábrica e instala minas terrestres”, disse.

Fonte: Brasil247

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu