Relógios medidores da Energisa serão embarcados para o laboratório da USP na próxima semana




A CPI da Energisa abriu sessão ordinária nesta quarta-feira (18), com o novo sorteio dos medidores de energia elétrica para remoção. Também foi designada nova data para retirada dos equipamentos sorteados definida para a próxima sexta-feira (20), quando as equipes da CPI e da Energisa deverão terminar os trabalhos de remoção dos relógios. As 200 unidades medidoras coletadas serão embarcadas e enviadas na segunda-feira (23), para análise no laboratório da Escola Politécnica da USP, em São Paulo.

A Energisa apresentou requerimento ao presidente da CPI, deputado Felipe Orro, informando à Comissão que estará presente na perícia em São Paulo, um técnico da empresa e uma mesa móvel para fazer a aferição juntamente com os profissionais da Politécnica.

“Não vemos problemas por parte da CPI da participação da Energisa na aferição dos relógios no laboratório da POLI. Porém, vamos ter que consultar a USP se é possível atender este pleito da empresa em fazer a contraprova no mesmo local com o equipamento da concessionária”, disse Felipe Orro.

A Comissão recebeu o ingresso do novo membro da CPI, o deputado João Henrique, que retornou ao colegiado que investiga a Energisa no lugar do deputado Renato Câmara, o qual pediu sua retirada dos trabalhos.

A próxima sessão ordinária da CPI da Energisa está prevista para a próxima quarta-feira (25), às 15 horas, no Plenária Júlio Maia, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.



Participaram da reunião o representante do Procon Estadual, Dr. Erivaldo Marques; a presidente do Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa/MS (Concen), Rosimeire Cecília da Costa; a defensora pública de Segunda Instância, Dra. Jane Inês Dietrich, representando a Defensoria Pública; além dos representantes da Energisa, Dr. Alex Lira, Dr. Wilson e o gerente comercial da empresa, Helier Eurico Fioravante.



Assessoria de Imprensa

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu