Lucio Mosquini quer acabar com a obrigatoriedade de vistorias dos Detran por lei federal

  

Porto Velho, RO - O deputado federal Lucio Mosquini, vice-líder do presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados, apresentou o projeto de lei de n° 88/2022 que altera a Lei 9.503/97 do CTB e tira a obrigatoriedade sobre inspeções e vistorias veicular através de um projeto de lei federal. A proposta apresentada pelo deputado federal Lucio Mosquini torna opcional a vistoria veicular caso comprador ou vendedor de veículo solicite no ato da compra ou venda, retirando assim a imposição de realizar uma vistoria de forma obrigatória como é atualmente.

Mosquini defende a extinção da cobrança da vistoria em veículos novos, zero quilômetro. Para o parlamentar isso chega a ser um absurdo e a única finalidade seria apenas arrecadar mais impostos para o governo sacrificando a população que já está abarrotada de impostos para pagar. “Os veículos saem de fábrica aferidos em todos padrões e normas de segurança exigidas pelo INMETRO, não faz sentido após isso o cidadão ter que pagar uma inspeção veicular em um automóvel ou moto zero quilômetro”. “Eu sou favorável as vistorias, desde que seja particular e opcional”.

Mosquini condena a obrigatoriedade e diz que a vistoria pode ser conveniente tanto ao comprador como também para o vendedor. Todavia, o ato livre de compra e venda de um bem não pode estar condicionado, para sua concretização, ao aval do Estado quanto às condições desse bem. “Se antes da transação comercial o veículo estava apto para circular, após a transferência de propriedade, salvo a vontade do comprador, por qual motivo deve ser vistoriado”.

O texto ainda prevê que é perfeitamente possível que as condições gerais e a funcionalidade de equipamentos obrigatórios sejam averiguadas nas ações de fiscalização. “O objetivo das fiscalizações deveria ser exatamente este: verificar as condições dos veículos e do motorista, e não somete a inadimplência quanto a tributos”. Eu sou favorável que os veículos transitem em condições seguras, no entanto para isso para isso, não há necessidade das vistorias que somente transferem recursos dos motoristas para os Detrans”. Para o Congressista é preciso livrar os cidadãos das altas taxas de vistoria veicular, que não guardam relação com a diminuição do número de acidentes de trânsito. “Apenas uma pequena parte dos acidentes é ocasionada por fatores mecânicos, a grande maioria se dá devido à falta de atenção e outros aspectos relacionados ao fator humano”.

Fonte: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu