Flávio Dino cobra ação do Ministério Público contra a Alfacon, escola que ensina tortura para futuros policiais

 Vídeos que circulam nas redes sociais mostram 'professores' da Alfacon ensinando técnicas de tortura e abordagens violentas aos alunos. (Foto: Reprodução/@AlfaConCP)


Porto Velho, RO - Ex-governador e pré-candidato a senador pelo Maranhão, Flávio Dino (PSB) cobrou pelo Twitter neste domingo (29) que o Ministério Público haja contra a Alfacon, escola de curso preparatório para corporações de polícia.

Nos últimos dias circularam pelas redes sociais vídeos em que professores da Alfacon aparecem ensinando seus alunos a como violentar as pessoas durante abordagens. Em um dos vídeos, o policial rodoviário Ronaldo Bandeira explica como transformar uma viatura policial em uma "câmara de gás", exatamente o mesmo método utilizado por policiais rodoviários federais de Sergipe para matar Genivaldo de Jesus.

"Esses sujeitos que estão em salas de aula ensinando técnicas de tortura e fazendo apologia de crimes não são professores. São criminosos. Ministério Público deve pedir imediata suspensão de tais 'aulas'. E os que forem servidores públicos devem ser demitidos", escreveu Dino.

Fonte: Brasil247

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu