Header Ads

Campanha “Junho Vermelho” reforça a conscientização da população em doar sangue e poder salvar vidas



Seja qual for o tipo sanguíneo, o importante é salvar vidas”. A frase da gerente de captação da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron), Maria Luíza, traz a reflexão da importância da doação voluntária de sangue, considerada um ato de amor ao próximo. É com esse sentido que o Governo de Rondônia conscientiza a população para as atividades desenvolvidas neste mês e que serão reforçadas pela campanha nacional denominada “Junho Vermelho”.

A campanha tem como foco o incentivo para que a população possa se engajar neste ato, onde uma única bolsa de sangue é capaz de salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes. Maria Luíza reforça a importância da campanha, para que possa aumentar a conscientização sobre a necessidade de doar e, consequentemente, garantir o estoque de sangue na unidade e poder atender às crescentes demandas.


Cleiton Camilo reforça a frase: “fazer o bem, sem olhar a quem”

Na manhã desta quarta-feira (2), o funcionário público Cleiton Camilo, compareceu à Fhemeron para manter o ato de solidariedade. Há 15 anos, ele tem mantido o compromisso de doar sangue, deixando claro a satisfação de saber que vidas podem ser salvas. “Fazer o bem sem olhar a quem. É importante que as pessoas olhem com atenção para a importância de ser um doador e saber que o que estamos doando vai salvar alguma pessoa. O sangue não se encontra em mercados e, por isso, há à necessidade desse ato de amor ao próximo”.

O também funcionário público, Bruno Ranconi, enfatizou que o ato se trata de uma sensação boa, com a certeza de que o sangue que está doando estará salvando até quatro vidas. “É um hábito que tenho há quatro anos. Faço doações sempre nos meses de março, junho, setembro e dezembro. Me sinto muito bem e sei que o sangue que estou doando é valoroso para alguma pessoa que está precisando”, disse emocionado.

A gerente de captação da Fhemeron lembra, que a Campanha “Junho Vermelho” acontece exatamente no mês em que também se comemora o Dia Mundial do Doador de Sangue, lembrado todo dia 14 de junho de cada ano. A data, segundo enfatiza Maria Luíza, tem como finalidade homenagear a todos os doadores, bem como conscientizar os não-doadores sobre a importância deste ato.

PANDEMIA

Maria Luíza fala das dificuldades que surgiram logo no início da pandemia do coronavírus, que chegou a afastar muitos doadores da Fhemeron. No entanto, alternativas foram criadas para que o doador se sentisse seguro, com todo protocolo de segurança adotado. O uso da tecnologia também foi necessário para garantir maior aproximação com os doadores.

Bruno fala da sensação de estar ajudando a salvar vidas

“Conseguimos driblar as dificuldades com a pandemia. Criamos grupos nas redes sociais, como no WhatsApp. Usamos mensagens e adotamos o uso do aplicativo “Sangue Amigo”, com o objetivo de auxiliar o contato entre o banco de sangue e o doador. As doações de sangue não podem parar, pois vidas estão dependendo delas”, explica Maria Luíza que aproveita para agradecer aos parceiros e instituições que sempre garantem apoio às ações da Fhemeron.

A gerente de captação chama a atenção para o estoque baixo dos tipos sanguíneos “O Positivo” (O+), “O Negativo” (O-), e “A Positivo” (A+). Ela ressalta que, atualmente, entre 50 a 60 pessoas comparecem por dia à Fhemeron para doar sangue, mas admite que o ideal será, pelo menos, 100 pessoas diariamente.

“A campanha “Junho Vermelho” é uma forma de estimular a população para que doe sangue e possa reforçar, nesse momento ainda de pandemia, o estoque. Há mais de um ano que a Fhemeron trabalha com a estocagem de quase 30% da capacidade, porém, com a mesma demanda transfusional. A preocupação do Governo de Rondônia é manter o estoque que atenda essa demanda. Para isso, necessitamos que as pessoas se compadeçam com a dor do próximo, tendo em vista que o sangue não se encontra em farmácia. É um momento para as pessoas fazerem uma reflexão sobre até que ponto estando saudáveis podem ajudar ao próximo”, argumenta Maria Luíza.

Ao finalizar, a gerente de captação deixa claro que a campanha “Junho Vermelho” é mais um incentivo e, anualmente, reforça à necessidade de aumento das doações, sensibilizando cada cidadão da importância de se doar sangue, definido por ela como um gesto de amor que salva vidas.


Fonte
Texto: Paulo Ricardo Leal
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia
Campanha “Junho Vermelho” reforça a conscientização da população em doar sangue e poder salvar vidas Campanha “Junho Vermelho” reforça a conscientização da população em doar sangue e poder salvar vidas Reviewed by editor on quinta-feira, junho 03, 2021 Rating: 5

Recent Posts

Recent