Header Ads

Governo de Rondônia forma a primeira turma multiprofissional de Residência para atuar no SUS



O Governo de Rondônia promoveu em cerimônia online, por meio do Centro de Educação Técnico Profissional na Área de Saúde (Cetas) nesta sexta-feira (12), a entrega de certificados de conclusão de cursos a diversos uniprofissionais e multiprofissionais residentes, capacitados para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS) em Porto Velho e demais municípios do Estado de Rondônia.

Ao agregar a equipe de Educação Permanente em Saúde do Estado de Rondônia, em 2019, o Cetas passou a coordenar o Programa de Residência Multiprofissional de 60 horas semanais, assim descrito: Residência Multiprofissional em Urgência e Emergência; Residência Multiprofissional em Cuidados Intensivos no Adulto; Residência Uniprofissional em Enfermagem Obstétrica; Residência Uniprofissional em Centro Cirúrgico e Central de Material. Já a Obstetrícia contempla profissionais de nível superior (enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, médicos, nutricionistas e psicólogos).

As primeiras residências multiprofissional e uniprofissional foram coordenadas pela Comissão de Residência Multiprofissional da Secretaria de Estado da Saúde de Rondônia (Coremu/Sesau) e se iniciaram em 2019.

“Por um tempo, nossa meta era tido como inalcançável, mas conseguimos vencer num cenário que a cada dia exige profissionais mais qualificados”, destacou a oradora da turma, Diêny Géssica Pereira Oliveira, residente do Programa de Centro Cirúrgico e Central de Material.

“Dois anos depois, contornamos dificuldades: o 1º ano de nossa formação foi desafiador, mas graças ao apoio dos coordenadores superamos tudo. No 2º ano veio a pandemia mundial da Covid-19, e que ano! E, repentinamente, nos tornamos multiplicadores de conhecimentos, o que é motivo de honra para cada um de nós”, discursou Diêny.

A residente enfatizou as palavras “alívio”, “coragem”, “saudade”, “medo”, “paciência”, “sorte” e “gratidão”, para sintetizar os momentos vividos por todos durante os dois anos de curso. Diversos formandos se pronunciaram com emoção e gratidão pelo aprendizado e pela oportunidade de trabalhar diretamente nas Unidades de Saúde de Porto Velho.

A coordenadora do Cetas, Marcela Milrea de Araújo Barros, enalteceu o compartilhamento de conhecimentos “num dos piores momentos da pandemia devastadora”. Lembrou a rotina desgastante, porém, exitosa, dos profissionais de saúde e dos residentes.

EXCELÊNCIA

“Na teoria e na prática, percorremos todo o caminho para uma residência de excelência; conselhos, secretários e o governador, coronel Marcos Rocha, acreditaram e os programas saíram do papel”, assinalou.

Segundo Marcela Milrea, os residentes reafirmaram a sua missão de cuidar dos necessitados na Saúde. E apelou: “Não nos abandonem, conheçam o aspecto humano, sejam humanos, façam o melhor”. No mesmo tom, o secretário estadual de saúde, Fernando Máximo, estimulou “a todos os profissionais que atenderão com propriedade, competência, amor e carinho, especialmente os humildes”.

À BEIRA DO LEITO

“Entregamos ao SUS em Rondônia um grupo que estudou e trabalhou durante um momento sombrio e conturbado para a saúde mundial, e cada um exerceu o seu papel à beira do leito, protagonizando no planejamento do nível de cuidado”, afirmou a diretora do Cetas, Luciene Carvalho.

Conforme explicou, trata-se de um projeto novo “que desbravou com coragem até obter credibilidade”. Nesse aspecto, ela destacou: “A Sesau considera que, quanto mais forem qualificados os servidores, mais resultados terão, porque foram abnegados”.

“São servidores que disputaram espaço físico em Unidades de Saúde e, em 2019, derrubaram barreiras para buscar parcerias, participar de congressos e planos determinados a consolidar o que foi projetado; com a pandemia, os programas se reinventaram e mesmo assim, os desenvolvemos rapidamente, daí o nome da turma: ‘Destemidos pioneiros’, pela sua competência na arte de cuidar”, enalteceu Luciene.

A diretora lembrou da rotina no uso de vídeos, manuais, momentos assistenciais, afirmando que isso tudo “é motivo de honra para o Cetas e a Sesau no atual momento da história da Saúde no Estado”.

O representante da Secretaria Municipal de Saúde, Marcuce Miranda, também mencionou os desafios, enfatizando “a audácia de todos, a qualidade do aprendizado, o compromisso e o acolhimento nos organismos de saúde”.

Segundo a coordenadora do Cetas, Marcela Milrea, as Residências Multiprofissional e Uniprofissional em Área Profissional da Saúde constituem-se ensino de Pós-Graduação Lato Sensu, destinada às profissões da área de saúde, sob a forma de especialização, caracterizada por ensino através do serviço.

“As residências possuem objetivo de formar profissionais de diferentes áreas da Saúde, desenvolvendo perfil altamente qualificado no exercício de sua profissão, permeado por atitudes reflexivas, críticas, humanitárias e éticas com responsabilidade e competência para atuar em equipe multiprofissional em área hospitalar no SUS”, acrescentou.


Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia
Governo de Rondônia forma a primeira turma multiprofissional de Residência para atuar no SUS Governo de Rondônia forma a primeira turma multiprofissional de Residência para atuar no SUS Reviewed by Adm on sábado, março 13, 2021 Rating: 5

Recent Posts

Recent