]

Header Ads


 Idoso é morto com 9 tiros após ser confundido com o filho que estava sendo ameaçado na zona rural


Durante final da noite de domingo (07), um idoso de 67 anos identificado como Francisco Cláudio Cordeiro Holanda, foi executado com quase 10 tiros na frente do sítio onde o seu filho mora localizado no km 13 da estrada do Areia Branca, zona sul de Porto Velho.


De acordo com informações que a Polícia Militar obteve no local, os dois filhos da vítima teriam tido uma discussão na casa de um deles, onde chegaram a travar luta corporal e o que apanhou saiu do local e foi até a casa de Francisco para resolver o problema. A vítima pegou sua moto e foi até a casa do filho agressor e antes mesmo de chegar na porteira do sítio alguém se aproximou em um carro e efetuou vários tiros na direção da vítima ainda estava em movimento na moto e após Francisco caiu o suspeito efetuou outros tiros e na sequência os suspeito fugiram do local tomando rumo ignorado.


O filho ouviu os tiros e imaginou que alguém tivesse atirado em seu irmão o qual teve a briga e quando se aproximou percebeu a vítima caída toda ensangüentada e viu que se tratava de seu pai e logo correu na casa de um morador vizinho que colocou o idoso no carro e o socorreram para a emergência do hospital João Paulo II, porém, a vítima já chegou sem vida. A Polícia após receber a denúncia e se deslocou para o hospital onde a esposa e um dos filhos da vítima repassaram a denúncia e até chegaram a achar que o próprio filho teria matado o pai por engano imaginando que fosse o irmão da briga.

 

Os policiais foram até o local e localizaram o filho da vítima que contou que ele que viu o pai caído no chão na frente do sítio onde mora e acionou o vizinho para socorrer seu pai. Contou ainda que os bandidos foram até lá para o matar e talvez pelas características imaginaram que o pai pudesse ser ele e atiraram, pois o jovem teria já sofrido ameaças de morte onde foi acusado por um sitiante de ter roubado alguns produtos do sítio vizinho.


O rabecão removeu o corpo da vítima do hospital e o levou para o Instituto Médico Legal para exames. Os policiais após colher essas informações confeccionaram o registro de homicídio e foi entregue na delegacia especializada em crimes contra a vida para que seja apurado o crime.

Fonte: 

Reviewed by Adm on segunda-feira, fevereiro 08, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent