]

Header Ads

Ministério da Saúde projeta nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia, a partir do dia 23



O Estado de Rondônia já recebeu quatro remessas de doses de vacinas contra a Covid-19, totalizando 107.008

Rondônia vai receber mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19, a partir do dia 23 de fevereiro, enviada pelo Ministério da Saúde. A notícia foi confirmada no tarde desta quarta-feira (17), durante reunião por meio de videoconferência do Fórum dos governadores do Brasil e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir medidas de combate à pandemia do coronavírus, quando também foi debatido sobre a apresentação de um cronograma de entregas, a quantidade de imunizantes e os contratos para compra de mais vacinas.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, lembrou que o Estado entrou em uma situação difícil e agradeceu ao Ministério da Saúde pelo apoio que foi dado no transporte de pacientes com Covid-19 para outros Estados. Marcos Rocha destacou o cumprimento do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e enalteceu o ministro que tem garantido uma programação de vacinação, bem como um árduo trabalho para que a vacinação possa acontecer.

Marcos Rocha enfatizou a celeridade que o Governo do Estado tem atuado para transportar as vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde e, em solo rondoniense, rapidamente distribuídas às Gerências Regionais de Saúde e, posteriormente, entregues aos municípios.

Entre a pauta de discussão da videoconferência, estava a questão do cronograma de entrega de vacinas até abril; Avanço das negociações para adquirir doses da Sputnik V e da Covaxin; Sanção da medida provisória que dá cinco dias para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso emergencial de vacinas contra Covid-19 que já tenham aprovação internacional.

Na videoconferência, o governador Marcos Rocha ressaltou ser a favor da medida provisória que autoriza o Governo Federal a aderir ao consórcio da Organização Mundial da Saúde (OMS) para aquisição de vacinas contra o coronavírus. A medida ainda estabelece prazo de até cinco dias para que a Anvisa autorize o uso emergencial no Brasil de vacinas contra a doença, que já tenham aprovação internacional.

As palavras do governador Marcos Rocha vão ao encontro do pronunciamento do ministro da Saúde de que toda a população brasileira será vacinada até o final de 2021. O ministro Pazuello apresentou que, do final de fevereiro até julho, serão distribuídas aos estados mais de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, que garantem a continuidade da vacinação da população brasileira de forma igualitária e gratuita.

As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro, com remessa sendo enviadas a partir do dia 23. Ainda não foi detalhada a quantidade de doses que Rondônia vai receber, mas o próprio ministro se comprometeu em apresentar aos governadores o cronograma de entrega de vacinas no primeiro semestre deste ano.

HISTÓRICO DAS REMESSAS

O Estado de Rondônia já recebeu quatro remessas de doses de vacinas contra a Covid-19. No total geral, já foram recebidas 107.008 doses de imunizantes. Na primeira remessa, da CoronaVac, foram entregues 49.208 doses. Em seguida, o Estado recebeu outra remessa de 8.200 doses, também da CoronaVac. Rondônia recebeu ainda, 13 mil doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford com a AstraZeneca. Na última remessa enviada pelo Ministério da Saúde, o Estado recebeu um lote de vacinas da CoronaVac contendo 36.600 doses.


Fonte: Secom/ro
Ministério da Saúde projeta nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia, a partir do dia 23 Ministério da Saúde projeta nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia, a partir do dia 23 Reviewed by editor on quinta-feira, fevereiro 18, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent