Header Ads

Centro de treinamento da Emater incentiva produção do capiaçu e disponibiliza matriz ao pequeno produtor rural de Rondônia



Com rico valor nutricional e menor custo ao produtor rural, a variedade do capim-elefante, (o capiaçu), é uma alternativa à alimentação bovina, particularmente na forma de silagem ou picado verde. A variedade pode ser retirada gratuitamente no campo experimental do Centro de Treinamento da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Centrer-Emater), em Ouro Preto do Oeste.

Estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sobre o capiaçu – resultado de clonagem de outras espécies do capim-elefante a partir da década de 1980 – demonstraram que a variedade clonada tem rendimento melhor e a produção é de custo mais baixo ao produtor.

A espécie produz 50 toneladas ao ano por hectare, desde que os cuidados de manejos sejam respeitados. O capiaçu pode chegar até quatro metros de altura, porém, a partir 1,80 metro já pode ser colhido para o preparo de silagem ou alimentação “in natura”. A planta é susceptível a ataques de praga, como a cigarrinha, por exemplo.

“É uma variedade de alta produtividade hectare e pode alimentar até 45 animais. A planta deve ser adubada com fósforo no início do plantio e, no decorrer do desenvolvimento, com potássio e nitrogênio”, ensina a extensionista Lília Barbosa, da Emater de Ouro Preto do Oeste.

O capiaçu é excelente matéria-prima para produção alimentícia bovina, especialmente no longo período da seca em Rondônia. “É um capim bem resistente e capaz de preservar por mais tempo os nutrientes necessários para o gado, tanto leiteiro, quanto ao de corte”, ressalta Lilian Barbosa.

CAMPO EXPERIMENTAL

No campo experimental do Centrer, o capiaçu está sendo cultivado numa área de 2.500 metros quadrados, uma parceria do órgão estadual com o Instituto Federal de Rondônia (Ifro – campus de Colorado do Oeste). O objetivo é servir para o acompanhamento dos estudantes e fornecer mudas de alta qualidade ao pequeno produtor.

“O foco do Governo de Rondônia, por meio da Emater, é ofertar o melhor para o produtor rural em todas as áreas do setor produtivo. No caso do capiaçu, auxiliar aos estudantes do Ifro. O capiaçu é um desses recursos para o fortalecimento da pecuária de corte e leiteira”, pontuou a administradora do Centrer, Karina Bachiega.



Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia
Centro de treinamento da Emater incentiva produção do capiaçu e disponibiliza matriz ao pequeno produtor rural de Rondônia Centro de treinamento da Emater incentiva produção do capiaçu e disponibiliza matriz ao pequeno produtor rural de Rondônia Reviewed by Adm on sexta-feira, dezembro 18, 2020 Rating: 5

Recent Posts

Recent