Header Ads

Prefeitos e ex-deputado envolvidos em esquema de propina continuam detidos no quartel da Polícia Militar em Ji-Paraná

 




Prefeitos e ex-deputado continua detido no quartel da Polícia Militar em Ji-Paraná. Os prefeitos e ex-deputado foram detidos na última sexta-feira, dia 25, pela Polícia Federal na Operação Reciclagem, eles sãos suspeitos de envolvimento em um esquema milionário em Rondônia.

O prefeito de Rolim de Moura e os demais prefeitos de Cacoal, São Francisco, Ji-Paraná e o ex-deputado são suspeitos e estão sendo investigados na Operação Reciclagem, que apura crimes contra a administração pública.

De acordo com as informações nesta segunda-feira, dia 28, foi feito pedido de prisão domiciliar a dois dos presos, mas o TJ não aceitou. 

Porém há informações também que a defesa de três suspeitos deve pedir habeas corpus na terça (29).

Conforme relatos da Polícia Militar, as prefeitas Gislaine Clemente de São Francisco do Guaporé e Glaucione Rodrigues Neri, de Cacoal estão dividindo a mesma cela no quartel de Ji-Paraná.

O prefeito Luizão do Trento de Rolim de Moura e Marcito Pinto de Ji-Paraná e o ex-deputado Daniel Neri (marido de Glaucione), estão dividindo outra cela no mesmo local.

Todos eles são acusados de envolvimento em um suposto esquema de propina. 

Segundo o advogado de Glaucione, Daniel e Lebrinha informou que entrou com pedido de prisão provisória para Daniel e que nesta terça-feira, dia 29, ele vai protocolar o pedido de habeas corpus. 

Já a defesa de Luizão do Trento não pronunciou quanto ao assunto. 

RELEMBRE O CASO:

URGENTE - Operação Reciclagem: Polícia Federal cumpri mandados de prisão contra vários prefeitos em Rondônia, Rolim de Moura é alvo

Em Rolim de Moura – RO, a prefeitura municipal logo pela manha recebeu a visita da Polícia Federal. 

A Polícia Federal , em conjunto com o Ministério Público do Estado de Rondônia pela Procuradoria-Geral de Justiça, deflagrou na manhã desta sexta-feira, dia 25, a Operação Reciclagem, para apurar crimes contra a Administração Pública.

De acordo com as informações, as investigações tiveram início no mês de dezembro de 2019 e contou a colaboração de empresário que recebendo exigência para recebimento de dívidas pela prestação de serviços ao poder público, resolveu contatar as autoridades para denunciar os ilícitos.

Uma investigação minuciosa e para chegar nessas buscas foi preciso juntar provas angariadas , filmagens de recebimentos por parte de prefeitos e deputado foram registrados, com centenas de milhares de reais sendo distribuídos em dinheiro vivo.

Então mediante os fatos foram cumpridos por ordem do Tribunal de Justiça de Rondônia 4 (cinco) mandados de prisão preventiva em desfavor de prefeitos e mais um mandado (também de prisão preventiva) em desfavor de nacional sem cargo público atualmente (ex-deputado estadual).

Além disso, o Exmo. Sr. Relator determinou o afastamento das funções públicas dos envolvidos e o bloqueio de ativos que ultrapassam R$ 1,5 milhões, valor conectado ao que, em tese, teriam recebido de forma ilícita.

Também foram cumpridos 12 de mandados de busca e apreensão, com 22 (vinte e duas) equipes e envolvimento de mais de 70 (setenta) policiais federais em Ji-Paraná/RO, Cacoal/RO, Rolim de Moura/RO e São Francisco do Guaporé/RO. 

De acordo com a PF, o nome da operação, “RECICLAGEM”, remete ao ramo de atividades da empresa envolvida no caso e origem dos recursos ilícitos, sendo decretado sigilo nas investigações pelo Tribunal de Justiça que cuida do caso.


Fotos: PF

Fonte: Rolim Notícias
Prefeitos e ex-deputado envolvidos em esquema de propina continuam detidos no quartel da Polícia Militar em Ji-Paraná Prefeitos e ex-deputado envolvidos em esquema de propina continuam detidos no quartel da Polícia Militar em Ji-Paraná Reviewed by editor on terça-feira, setembro 29, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent