]

Header Ads

Guedes excedeu barbaramente limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza



O ministro da Economia, Paulo Guedes, faz palestra de encerramento do Seminário de Abertura do Legislativo de 2020

O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA) obteve vitória na Justiça no processo movido contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, devido a ataques públicos contra os servidores públicos. A ação foi movida em maio, pelo Sindipol-BA, com uma ação de reparação pelo dano moral coletivo codenando a pagar uma indenização de R$ 50 mil.

A juíza Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que Guedes excedeu barbaramente os limites impostos à sua condição de ministro ao comparar servidores públicos a 'parasitas' e "insultou" os servidores públicos ao pedir que eles "não assaltem o Brasil" e que o grupo ficasse em casa 'com geladeira cheia'.

"O exercício do direito à liberdade de expressão do réu Paulo Guedes excedeu barbaramente os limites impostos pela finalidade econômica e social de um pronunciamento de ministro de Estado, pois atacou - despropositadamente - a categoria dos servidores públicos", afirmou a magistrada.

Para a juíza, Guedes "violou a honra e a imagem" dos servidores ao utilizar de 'eufemismos' para rotulá-los de 'parasitas, assaltantes e preguiçosos'.

"Tais manifestações do réu excederam os limites estabelecidos pelos bons costumes, pois não se espera que um ministro de Estado ofenda os próprios agentes estatais", apontou.

"Qualquer cidadão independentemente da sua estatura de poder ou financeira, tem que ter a devida reprimenda quando está errado. A lei é para todos", afirmou o presidente do Sindipol-BA, José Mário Lima.



Fonte:  Brasil 247/ (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Guedes excedeu barbaramente limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza Guedes excedeu barbaramente limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza Reviewed by Admim on domingo, setembro 20, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent